Sobre

Estudo e dedicação fazem parte do cotidiano do instrumentista Pablo Fagundes. Talento reconhecido no Brasil e exterior, é considerado hoje um dos grandes gaitistas brasileiros da nova geração. Conforme ele próprio diz, “a gaita é um instrumento mágico. Os sons são trabalhados a partir da força vital da vida, a respiração”.

O brasiliense Pablo Fagundes é um músico singular. Intimidade e sensibilidade nele se confundem. Parecem uma coisa só. O instrumento é o veículo. Flutua com maestria entre o choro e o maracatu. Surpreende no baião, no coco, na ciranda e no blues. Na bossa nova, no jazz. Sublime diversidade. O ritmo fala ao coração. A gaita na alma.

“A sua companhia é eterna alegria”, define Pablo, que faz da música profissão de vida. A cada ano, a evolução se reafirma. Os ciclos vão se completando. Em 2012, faz 20 anos que o instrumento abriu para ele o caminho musical. Dedicação, estudo, determinação. Trajetória significativa para contribuir com a consolidação da gaita no universo da música brasileira.

Do início impregnado de blues, o Choro e a MPB se tornaram a base para o salto entre intérprete e compositor. Pablo Fagundes, sinônimo gaita, com jeito de Brasília, marca da brasilidade musical.

 

PERFIL

Pablo Fagundes iniciou sua formação musical, na infância, com a flauta doce. Na adolescência, descobriu a gaita diatônica. Formado em gaita cromática pela Escola de Música de Brasília, acumula hoje 20 anos de experiência e trabalha pela consolidação do instrumento no cenário da música brasileira.

Antes, no desenvolvimento de seu projeto de graduação em Engenharia Florestal, pela Universidade de Brasília, estabeleceu parceria com o Laboratório de Produtos Florestais do Ibama e pesquisou madeiras certificadas para a produção da primeira gaita diatônica com madeira brasileira não ameaçada de extinção. A parceria incluiu a Hering Harmônicas e a experiência ganhou reconhecimento não só no Brasil, mas na Europa.

Aprimorou seus estudos com o mestre brasileiro da gaita cromática Maurício Einhorn.

Hoje, Pablo Fagundes é endorsee da fábrica de instrumentos musicais japonesa Suzuki.

 

APRESENTAÇÕES

Em 2004, participou da abertura do show de BB King em Brasília, compondo a Brasilian All Stars Blues Band. Em 2005, participou do lançamento do CD do grupo cultural Pé de Cerrado, em que mostra sua vertente na música regional. Em 2006, participou do V Festival Internacional de Harmônicas no Sesc Pompéia SP. Interpretou músicas brasileiras e composições próprias. Em 2006, participou do II Fórum Internacional de Harmônicas de Fortaleza. Interpretou músicas brasileiras e composições próprias. Em 2007, criou o primeiro curso de gaita cromática do Clube do Choro de Brasília, na Escola de Choro Raphael Rabello, da qual é professor titular.

Em 2007, foi o único gaitista brasileiro a participar do 44o encontro da Society for the Preservation and Advancement of Harmônica – SPAH em Milwakee (Wisconsin – EUA), mais antigo e tradicional evento dos EUA, com participação dos mais renomados gaitistas internacionais, como J.J. Milteau, Peter Mad Cat, Stan Harper, Howard Levy. Em 2007, participou do Mandolin Symposium, em Santa Cruz University (Califórnia – EUA), quando teve a oportunidade de se apresentar com os bandolinistas Mike Marshall, David Grisman eHamilton de Holanda. Em 2008, participou, na condição de professor, do 30o Curso Internacional de Verão da Escola de Música de Brasília.